10 Curiosidades sobre a educação no Japão que os brasileiros devem conhecer

You are currently viewing 10 Curiosidades sobre a educação no Japão que os brasileiros devem conhecer

A educação dos filhos é algo extremamente importante para nós, pais, pois o seu futuro dependerá disso, não só economicamente, mas também na sociedade que os espera e que, como muitos de nós sabemos, estabelece alguns regulamentos.

É sabido que a educação começa em casa, porém essa educação se complementa muito mais e os valores se fortalecem na escola, graças aos professores que dispõem de tempo e trabalho para isso.

Muitas vezes os pais em casa não fazem muito para ensinar ou educar nossos filhos sobre o que é bom ou o que é ruim, como devem se comportar no futuro em caso de dificuldade e isso complica a tarefa dos filhos.

No Japão, a educação é algo levado muito a sério, há muitas pessoas que dizem que a educação japonesa tem algumas coisas que muitas escolas deveriam aplicar e se você quiser saber alguns fatos curiosos sobre esse assunto, preste muita atenção neste post que nós preparamos para você hoje.

Saiba mais sobre a educação japonesa

1. O ano letivo começa em abril: embora no Brasil costuma começar em fevereiro, no Japão começa em abril, quando as cerejeiras florescem nas árvores. Isso acontece a cada ano letivo, tem 3 trimestres, de 1º de abril a 20 de julho, de 1º de setembro a 26 de dezembro, de 7 de janeiro a 25 de março. Desta forma, os estudantes japoneses podem descansar 6 semanas no verão, 2 no inverno e 2 também na primavera.

2. Não há equipe de limpeza: Nas escolas não há quem faça a limpeza das salas e isso acontece porque os mesmos alunos desde a infância ajudam a manter a ordem da sala, aprendem a trabalhar em equipe e a se ajudarem mutuamente.

3. Almoços padronizados e comidos em sala de aula com outras pessoas: A comida que é servida nas cantinas das escolas japonesas é especialmente elaborada para eles de acordo com as recomendações de especialistas que fazem um cardápio saudável e útil para os alunos. Comem na sala para compartilhar mais, criam relações mais amigáveis.

4. Atividades extracurriculares são populares: depois que a criança sai da aula, ela vai para outras aulas que podem durar até 21h.

5. Eles aprendem a arte da caligrafia e poesia japonesas: as crianças aprendem a técnica do shodo, que consiste em escrever com um pincel de bambu com tinta. Eles também aprendem haiku, que é uma poesia que reflete a natureza e o ser humano como um. Eles combinam o simples com o sofisticado para que as crianças aprendam a valorizar e respeitar sua cultura.

6. Todos os alunos usam uniforme: É obrigatório o uso de uniforme e são todos estilo escolar, uns com estilo militar, outros marinheiros, mas se há algo que não deve faltar aos alunos é o uniforme, a fim de demonstrar a União.

7. A frequência é de 99,99%: acredite ou não, os alunos japoneses raramente faltam às aulas, nem se atrasam e quando se trata de prestar atenção nas aulas, 91% deles o fazem.

8. O resultado do exame final decide tudo: Depois do ensino médio, é realizado um exame que define a universidade em que se vai cursar. Esse exame é importante porque a partir daí o salário do aluno é definido no futuro.

9. Anos de faculdade são férias, o melhor: depois de tanta preparação, os alunos fazem uma pausa nos anos de faculdade que são mais despreocupados e leves para os japoneses.

O que você pensa sobre isso?

Deixe uma resposta