5 Técnicas para corrigir uma criança desrespeitosa

You are currently viewing 5 Técnicas para corrigir uma criança desrespeitosa

Ser pais não é uma tarefa fácil. Antes de ser pai ou mãe… quantas vezes você disse a si mesmo que jamais faria tal coisa e acabou fazendo? Milhares! E, claro, é difícil colocar em prática. Portanto, criar um filho consiste em redobrar as apostas sobre nós mesmos e os objetivos que queremos alcançar com eles.

Agora, se nosso filho mostrar rebeldia, a tarefa se torna ainda mais difícil. No entanto, existem métodos que o ajudarão a resolver esse problema.

Em primeiro lugar, devemos ser claros sobre quem “dirige o barco”. Estabelecer limites é necessário para as crianças, pois lhes dá segurança e chamar a atenção quando o desrespeito é algo que permitirá entender o que é certo e o que é errado.

Preste atenção a esses cinco métodos que permitirão que você corrija uma criança desrespeitosa.

1. Faça a criança entender e reconhecer que cometeu um erro.

Acredite ou não, cometer o erro de desrespeitar pode ser benéfico para a criança, porque faz parte do aprendizado. E, assim como os adultos, eles aprenderão com os erros.

Isso o fará entender que, depois de uma atitude ruim, ele leva uma reprimenda. É o melhor começo para você entender que não deve fazer de novo.

Portanto, é recomendável falar com a criança e fazê-la ver o erro, para que depois o reconheça. Também vai mostrar que, como pais, estamos envolvidos na sua educação.

2. Pedir perdão.

Essa é uma parte muito complexa do erro cometido, porque é difícil para todos pedir perdão e a criança não é exceção.

Mas é necessário que, depois de aceitar que fez algo errado, peça também perdão ou peça desculpas pelo erro cometido, ao mesmo tempo que promete não voltar a cometê-lo.

3. Compreenda.

Como pais, devemos estar dispostos a perdoar. Não nos esqueçamos de que os pais têm uma capacidade de compreensão que excede a de qualquer outra pessoa.

Por outro lado, não esqueçamos que nossa reação e nossa atitude diante do seu erro o ajudarão a criar os valores que queremos incutir na criança.

Isso terá um impacto em sua personalidade no futuro; nunca se esqueça.

Se queremos ensinar-lhe um valor, é necessário ser coerente e também respeitá-lo, para que possa compreender o significado e o propósito do que lhe explicamos.

4. Dê opções para escolher.

Para que nosso filho compreenda o respeito pelos outros, é necessário deixar claro quais limites não devem ser ultrapassados.

Às vezes, as crianças têm dificuldade em distinguir o bom do ruim, e isso também faz parte do aprendizado.

Por isso será necessário confrontá-lo com situações em que terá que fazer uma escolha e se verificar que o que ele escolheu não é “bom”, não devemos ficar zangados, mas sim explicar o que há de errado com a sua escolha.

Se nosso filho se sentir acompanhado e não ameaçado, não terá dificuldade em compreender os valores que queremos incutir nele.

5. Acompanhe.

As crianças aprendem facilmente, mas se as sobrecarregarmos com regras, corremos o risco de não serem capazes de assimilá-las totalmente.

Por isso, acompanhá-los nesse processo é fundamental para eles, fazendo-os saber que más atitudes têm consequências.

Deixe nossos filhos corrigirem seus erros quando os cometerem e diga-lhes que isso os tornará pessoas melhores. Que desafiar e enfrentar os adultos não faz sentido, porque devemos viver juntos e viver juntos será sempre melhor se nos respeitarmos.

Lidere pelo exemplo.

Liderar pelo exemplo é a melhor maneira de ensinar. Se vamos repreender nossos filhos por desrespeito, não podemos nos permitir cair nessa.

Nunca obteremos nada de positivo se quisermos educar gritando, insultando, comparando, sendo violentos ou mostrando indiferença.

Para o seu filho, você é o seu ídolo e o espelho no qual ele se reflete. Prestemos atenção às nossas próprias atitudes e eduquemos os homens e mulheres à nossa semelhança.

Deixe um comentário