A Ciência Comprova: Água do mar prolonga a vida e pode até evitar doenças


Não há remédio melhor para uma ferida do que um bom banho na praia, pois ela milagrosamente cura.

Se estamos cansados, a água do mar proporciona um efeito relaxante impressionante. Além de ser uma fonte incrível de minerais, é um elemento vital no equilíbrio das funções corporais.

Deseja saber mais? Continue lendo…

ciência descobriu os benefícios da água do mar e seu efeito sobre o relaxamento muscular, aliviar problemas respiratórios (constipações, sinusite, catarro) e tratamentos de reabilitação.

Além disso, caminhar até o mar, apenas para molhar os pés, produz uma sensação de prazer semelhante à que sentimos quando brincávamos quando crianças.

Um banho nessas águas alivia doenças de artrite, contraturas musculares, circulação, varizes e fadiga em geral.

Com suas propriedades alcalinas, se puder ser consumido embalado, preservando suas propriedades, a água do mar neutraliza a azia, limpa o fígado e os rins.

Os médicos alertam que a poluição dos mares e praias não são permitidos para tomar, mas existem muitos lugares que vendem essa água encapsuladas e devidamente limpas!

Benefícios

A água do mar tem mais de 89 elementos essenciais, como vitaminas, minerais e microorganismos.

O especialista explica que a água do mar é praticamente cloreto de sódio puro, mas também possui alguns oligoelementos e vários minerais como magnésio, potássio, bromo, sódio, iodo e cálcio. 

Tudo isso é uma grande contribuição para a pele e todo o sistema humano, incluindo os órgãos.

Além disso, é um poderoso esfoliante e anti-inflamatório. Além disso, as águas que contêm algas, sendo mais densas, atuam como um lubrificante útil para doenças de pele seca, como a psoríase, associada ao crescimento de células da pele.

A água do mar, também é boa para a circulação sanguínea.

Seus benefícios são para todos: há muito poucos casos em que a água do mar deve ser evitada e inclui pacientes em processos inflamatórios agudos da pele, nos quais o mar pode irritar a área afetada, como queimaduras extensas ou dermatites, explica o dermatologista.

É importante ter em mente que nem todos podem tomar, por isso é importante consultar um médico que conheça essa linha terapêutica.


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

0 Comentários

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *