Como Descobrir Se Alguém Tem Pensamentos Suicidas? Esses São Os 5 Sinais

You are currently viewing Como Descobrir Se Alguém Tem Pensamentos Suicidas? Esses São Os 5 Sinais

Como identificar se alguém está tendo pensamentos suicidas? 

A maioria (embora não todas) as pessoas que contemplam a possibilidade de tirar as próprias vidas apresentam algumas características comuns. 

Quanto mais você percebe, maior o risco de suicídio. Se você acha que alguém que você conhece pode estar passando por uma situação como essa, não o deixe sozinho em nenhum momento e procure ajuda profissional imediatamente:

Principais sinais:

  • Falar sobre querer morrer
  • Falar sobre se sentir preso ou sofrer uma tristeza insuportável.
  • Falar sobre ser um fardo para os outros.
  • Um aumento no uso de bebidas alcoólicas ou drogas.
  • Procura um jeito de morrer.
  • Comportamento ansioso, agitado ou irresponsável.
  • Isolamento.
  • Fale sobre raiva ou vingança.

O fato de alguém identificar os sinais de que alguém pode estar pensando em tirar a própria vida é tão importante quanto ousar fazer a pergunta difícil: “Você está pensando em tirar sua vida?” 

Veja abaixo como você pode ajudar essa pessoa:

1. Pergunta

Fazer essa pergunta abertamente e diretamente já quebra o tabu e mostra que você está aberto para falar sobre o assunto e apoiar a pessoa sem julgar

Isso pode encorajar o diálogo sincero e permitir que os próximos passos sejam discutidos. Psicólogos recomendam que você se pergunte por que a pessoa está aflita e de que maneira ela poderia ser ajudada. 

Muito importante: nunca prometa guardar o segredo de que o indivíduo está tendo pensamentos suicidas

Certifique-se de levar as suas respostas a sério e não as ignore. “

Ajude-os a se concentrar em suas razões para viver e não nas razões que você acha que devem manter essa pessoa viva. Ao contrário do que você geralmente acredita, colocar esta questão para alguém com pensamentos suicidas não aumenta as chances de tirar a vida, mas pelo contrário.

2. Mantenha essa pessoa segura

Assim que se sabe que, de fato, o indivíduo teve pensamentos suicidas, devemos descobrir algumas coisas para mantê-lo seguro, descubra a respostas para essas perguntas: 

  • Essa pessoa já tentou cometer suicídio no passado? 
  • Essa pessoa já pensou em métodos? 
  • Ele tem um plano detalhado? 
  • Qual o acesso que eles têm ao método planejado? 

Com as respostas a estas perguntas, saberemos a gravidade e a iminência do perigo que este paciente enfrenta de cometer suicídio. 

Quanto mais planejado e maior o acesso ao meio para alcançar, maior o risco. 

Estudos desenvolvido pela Escola de Saúde Pública de Harvard determinaram que, reduzindo o acesso a métodos letais, ajuda muito a prevenir o suicídio.

A crença de que “se alguém quiser fazer, vai encontrar uma maneira” é falsa. 

O objetivo é interpor o tempo e a distância física entre o paciente e o método escolhido (como medicamentos e armas, por exemplo).

3. Esteja disponível para essa pessoa

Seja fisicamente, por telefone ou por outros meios, há muitas maneiras de mostrar apoio a alguém

É sempre aconselhável ser informado de como você estará presente para aquele parente ou amigo: não prometa nada que você não possa cumprir. A ideia é limitar o isolamento. 

A pesquisa mostrou que a conectividade diminui a sensação de desesperança e dor psicológica.

4. Ajude a pessoa a procurar suporte profissional

Descubra se a pessoa está consultando um profissional de saúde mental e se eles aceitam buscar ajuda. 

Outra boa maneira é ajudá-los a ter um plano de segurança que inclua como identificar se eles estão começando a ter pensamentos suicidas e quem devem contatar nesse caso. 

5. Não os abandone

Depois desse primeiro contato com a pessoa que está tendo pensamentos suicidas e se conectando com o apoio imediato, não deixe de acompanhar para ver como ela evolui. 

Fala uma visita, envie uma mensagem de texto ou ligue.

Deixe uma resposta