Crianças que passam tempo com seus avós têm estes 5 benefícios em seu desenvolvimento

Crianças que passam tempo com seus avós têm estes 5 benefícios em seu desenvolvimento

Há algo incrivelmente especial no vínculo entre avós e netos. Quando promovemos um relacionamento positivo com os avós, nossos filhos se beneficiam. Costuma-se dizer que os avós tendem a cuidar da próxima geração, mas a verdade é que essa dose extra de amor não os torna mais vulneráveis, mas sim fortes.

Abaixo você irá conhecer os 5 benefícios de acordo com a ciência sobre por que um vínculo com os avós é um presente incrível:

1. Eles terão um sistema de suporte integrado

Um estudo da Universidade de Oxford descobriu que crianças próximas dos avós sofrem menos problemas emocionais e comportamentais. Eles também serão mais capazes de lidar com eventos traumáticos da vida, como um divórcio ou sofrer bullying na escola.

E é que, de uma forma muito real, os avós podem proporcionar uma sensação de segurança e apoio que os ajuda a enfrentar as experiências adversas da infância.

2. Aumenta a resiliência das crianças

Outra pesquisa sugere que ter uma compreensão da história da família de alguém e onde eles se encaixam nela, pode tornar as crianças mais resilientes. Eles se sentem mais no controle de sua vida, mesmo quando os problemas estão fora do núcleo familiar.

Conhecer as adversidades pelas quais passou sua avó no pós-guerra, ou em que loja seu pai comprou quando era pequeno, pode ajudar a criança a entender que fazem parte de algo maior do que ela. Saber que as gerações anteriores sobreviveram aos seus próprios tempos difíceis os ajuda a enfrentar e se recuperar de suas próprias adversidades.

3. Laços com avós tornam as crianças menos críticas com as pessoas mais velhas

Algum dia todos nós envelheceremos e certamente ninguém deseja que a próxima geração nos discrimine porque somos pessoas mais velhas. Felizmente, o melhor antídoto para a discriminação por idade é promover relacionamentos positivos entre as crianças e seus avós.

De acordo com um estudo envolvendo 1.151 crianças belgas com idades entre 7 e 16 anos, crianças próximas aos avós têm menos probabilidade de demonstrar preconceito em relação aos adultos mais velhos. 

Em contraste, as crianças que tinham um relacionamento ruim (não necessariamente em termos de quantidade de contato, mas sim de qualidade) eram mais propensas a ter visões discriminatórias.

4. Ficar perto dos avós protege as crianças da depressão quando adultos

Um estudo de 2014 do Boston College relacionou relações emocionais íntimas entre avós e netos adultos com taxas mais baixas de depressão, tanto para idosos quanto para seus netos adultos.

Portanto, para os avós, ter um relacionamento próximo com um neto adulto traz novas ideias, enquanto os netos adultos se beneficiam da experiência de vida e dos conselhos que recebem dos avós.

5. Os netos ajudam os avós a viver mais

A ciência é bastante clara. Quando os netos estão perto dos avós, é bom para todas as partes. As crianças se tornam mais resistentes e os avós mais saudáveis. A pesquisa sugere que os avós que passam mais tempo com os netos acrescentam em média 5 anos às suas vidas.

Portanto, uma conexão com os avós é benéfica para todos. O que você acha?

Deixe uma resposta