10 Dicas para desenvolver a Resiliência em crianças (Se você tem filho precisa ler isso)

10 Dicas para desenvolver a Resiliência em crianças (Se você tem filho precisa ler isso)

Entendemos por resiliência a capacidade do ser humano de enfrentar as adversidades da vida, superá-las e sair fortalecido com a experiência. Não é uma habilidade inata que você tem ou não tem, mas é algo que podemos aprender e desenvolver, e que devemos promover desde a infância.

Isso não significa que uma criança resiliente não sinta dor ou angústia. Qualquer trauma, perda ou grande mudança terá alguma dor emocional associada, que variará dependendo das circunstâncias. É aprender a lidar com a situação, superá-la, transformá-la e sair mais forte.

Aqui estão algumas dicas para desenvolver resiliência em crianças: 

1. Fazer amigos

Ensine seu filho a estabelecer relacionamentos com os colegas, a fazer amigos e mantê-los. Ao mesmo tempo, certifique-se de que ele tenha uma rede familiar forte, onde se sinta apoiado e aceito do jeito que é. 

Na escola, é essencial prestar atenção às crianças isoladas em potencial e agir de acordo. As relações interpessoais fortalecem a resiliência das crianças e fornecem o apoio social necessário para enfrentar as adversidades.

2. Ajudar os demais

Ajudar os outros permite que as crianças se sintam valorizadas e úteis. Pequenos trabalhos voluntários ou tarefas adequadas à idade podem ajudar a desenvolver essa habilidade.

3. Manter uma rotina

Estabelecer e seguir uma rotina diária conforta as crianças e proporciona-lhes segurança, principalmente os mais novos, pois lhes permite saber que estão a cumprir as suas tarefas de forma correcta.

4. Descansar

Ter e seguir uma rotina é importante, mas também é importante saber quando fazer uma pausa e fazer coisas diferentes. É tão importante estudar quanto brincar, se divertir e soltar a criatividade. A chave está em equilíbrio.

5. Cuidar

Devemos incutir neles desde tenra idade a importância de cuidar de si próprios através da alimentação, dos esportes, dos jogos ou do descanso. Não devemos esquecer que os adultos são modelos para eles, por isso devemos dar o exemplo.

6. Estabelecer metas

Os ajude a estabelecer metas e objetivos em sua vida, desde pequenos e passo a passo em direção a eles. Ser elogiado por seu progresso permitirá que eles concentrem sua atenção nas realizações e desenvolvam um senso de autoeficácia e autoconfiança para enfrentar os desafios da vida.

7. Promova uma autoestima positiva

Lembre-o de como ele lidou com sucesso com as dificuldades do passado e o ajude a compreender que os desafios da vida permitem que ele desenvolva o aprendizado e a força de que precisa para lidar com os desafios futuros. 

O ajude a aprender a confiar em si mesmo, tomando suas próprias decisões e resolvendo seus problemas. Ensine-o a levar as coisas com humor e a rir de si mesmo.

8. Atitude positiva em relação à adversidade

Mesmo nos momentos mais dolorosos, os ajude a ver as coisas de uma perspectiva mais ampla e de longo prazo. 

As crianças têm dificuldade em imaginar o futuro, mas é importante fazer com que vejam que a situação atual é temporária e que o futuro pode trazer coisas muito positivas para suas vidas. 

Fomentar neles uma atitude otimista permitirá que se concentrem no lado bom das coisas e queiram continuar, mesmo nos momentos mais difíceis.

9. Auto Descoberta e autoconhecimento

Os tempos difíceis oferecem uma oportunidade para as crianças aprenderem mais sobre si mesmas. Ajude-o a perceber que a maneira como ele lida com as adversidades é um teste para sua força.

10. Aceite que a mudança faz parte da vida

Mudanças de quase qualquer tipo podem ser muito traumáticas para crianças e adolescentes. Devemos ajudá-los a ver que a mudança faz parte da vida e que metas que se mostraram inatingíveis podem ser substituídas por outras igualmente válidas.

Fonte consultada: American Psychological Association

Deixe uma resposta