Efeitos colaterais da Fluoxetina


A fluoxetina é um medicamento utilizado no tratamento de depressão, seja ela causada pelo transtorno de ansiedade ou não.
Fluoxetina
A fluoxetina ainda é utilizada para tratamento de bulimias nervosas, transtorno obsessivo compulsivo e transtornos pré-menstruais, incluindo a famosa TPM.
Efeitos colaterais da fluoxetina
Por ser uma medicamento de alta concentração e considerado forte a Fluoxetina pode causar nos paciente diversos tipos de efeitos colaterais, entre eles estão a falta de apetite, diarreias e náuseas.
Pacientes que tomam regularmente a fluoxetina precisam evitar dirigir ou operar máquinas sem ter a confirmação do médico responsável de que realmente está apto para o tal, pois o seu desempenho pode ser alterado devido ao medicamento colocando-o em risco de acidentes. A fluoxetina influi na capacidade de julgamentos, pensamentos e ações por parte dos pacientes.
 fluoxetina
Foram feitas observações em pacientes que tomam a fluoxetina e foram observadas diferentes reações.
Tomando o organismo de modo geral foram observados alguns sintomas como secura da boca, sudorese, o aumento do diâmetro de vasos sanguíneos e alguns calafrios ao longo do dia. Também foi identificado hipersensibilidade que geraram coceiras e alergias, inflamação dos vasos sanguíneos, alteração de estado mental e das atividades neuromusculares, disfunções no sistema nervoso central, sensibilidade e lesões na pele.
Quando observado o funcionamento do sistema digestivo dos pacientes foram observados distúrbios gastrointestinais como vômitos, diarreias e náuseas, indigestão e hepatite idiossincrática.
Quando observado o funcionamento do sistema endócrino foram observadas secreções do hormônio anti-diurético.
Quando observado o sistema hematológico e linfático foi observada a aparição de estrias arroxeadas na pele.
Quando observado o funcionamento do sistema nervoso foram observados nos pacientes tremores e movimentos anormais em diferentes órgãos do corpo, contrações musculares involuntárias, perda de apetite, ansiedade, cansaço, vertingens, sonolência, diminuição da concentração e do raciocínio lógico, insônia, convulsões, reações maníacas e comportamentos suicidas em casos raros.
Observando o sistema respiratório dos pacientes foi observada a ocorrência de bocejos sequenciais.
Sendo observadas a pele os pacientes passaram por queda de cabelo.
Observando os órgãos dos sentidos de pacientes em tratamento com a fluoxetina foram observadas alterações na visão.
No sistema urogenital foram observados anormalidades da micção ereção acompanhada de dor, ereções prolongadas, disfunções sexuais e até impotência.

Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *