Os cientistas ficaram surpresos ao descobrirem como as plantas se comunicam entre si

You are currently viewing Os cientistas ficaram surpresos ao descobrirem como as plantas se comunicam entre si

A natureza nunca para de surpreender, todos os dias são feitas descobertas fascinantes sobre o funcionamento dos seres vivos que simplesmente nos deixam sem fôlego, foi o que aconteceu com um grupo de cientistas da Universidade de Harvard quando descobriram esta forma até então desconhecida que as plantas se comunicam.

As plantas são conhecidas por se comunicarem por meio de trocas químicas por folhas e raízes, mas não é como a equipe liderada por James Westwood descobriu.

Essa forma de comunicação recém-descoberta ocorre por meio da troca de RNA (ácido ribonucléico). Para o estudo, eles usaram uma planta chamada Cuscuta pentagona, uma videira considerada uma planta parasita, pois se alimenta de nutrientes de hospedeiros saudáveis. 

O que eles descobriram para a surpresa desses cientistas é que a troca de RNA é bidirecional, pois eles observaram milhares de sequências de RNA compartilhadas entre o hospedeiro e o parasita durante o processo de invasão.

Westwood explicou que quando se fala em plantas parasitas, entende-se que elas sugam os nutrientes e em todo o caso a informação do hospedeiro, o que descobriram é que o pentágono também troca RNA, o que não se sabe é para que o fazem.

Acredita-se que se o andamento das investigações for favorável e eles souberem para que se utiliza a referida informação bidirecional, poderiam alterar as plantas hospedeiras para que eles próprios se “defenderem”, talvez trocando informações em RNA, visto que muitas formas de RNA cumprem funções relacionadas às proteínas.

As plantas têm uma reação inesperada ao impacto do aquecimento global. O achado é surpreendente

Os cientistas neste estudo também apontaram que as aplicações dessas novas descobertas no comportamento das plantas podem ter grandes repercussões na agricultura, onde os pesticidas são geralmente usados ​​para combater pragas.

Avançar nesses estudos faria com que as plantas entendessem mais, conhecessem sua linguagem e a forma como esses magníficos seres vivos interagem.

Deixe uma resposta