Psicólogos recomendam: Não dê conselhos, dê exemplos!


A chegada de um filho implica em inúmeras mudanças na vida de todos a sua volta, principalmente na dos seus pais. Além da felicidade e luz que a chegada de um novo integrante traz a família, há também as responsabilidades em cuidar daquele novo ser. Sem dúvidas, os pais serão seus principais pontos de referência, e por isso, a tarefa de educar os filhos, se torna ainda mais desafiadora.

Embora a maioria das crianças ao longo de seu crescimento deem ouvidos aos seus pais, e até mesmo façam o que é pedido a elas, todos, sem exceção mimetizam as ações de seus pais, ou seja, imitam aqueles que os educam.

Mesmo que seja de forma inconsciente, seu filho irá imitar seus traços e ações, e isso não só demostrara que ele se inspira em você, como também trará à tona comportamentos seus, que por alguma razão você ainda pode não ter notado. Por esse motivo, é necessário que se esteja atento a cada pequeno detalhe, a fim de dar bons exemplos para moldar bons cidadãos no futuro.

A coerência será de longe o principal ponto que se deve alcançar nessa grande aventura de ser pais.

Seus filhos serão expectadores da sua vida, e para eles, é muito importante fazer o que os pais dizem, contudo, caso ele veja que seus pais agem de forma diferente do que falam, não ousarão em repreende-los, fazendo que com os seus responsáveis passem por uma autoavaliação de “Será que eu realmente não fiz o que eu digo”. É nesse momento que se percebe o maior obstáculo em ser pais.

Essa função de espelho para os filhos irá se estender por toda a vida, e pode ser ainda mais difícil quando se chegar nas fases da adolescência. Por ser uma época em que as crianças se redescobrem, e consequentemente vão adotar os seus principais valores de vida, é necessária ainda mais atenção com o que se vai passar aos filhos.

É necessário levar a educação para todos os níveis, partindo principalmente dos pais, afinal, nessa fase os filhos aprenderão não só no círculo familiar, como também, entre os amigos, com os professores, colegas e outros meios de convívio. O que a criança valorizar desses ambientes e ações, é o que ela empregará em suas ações do futuro, como adolescente e adultos.

A atenção é crucial, mas, muito além disso, os efeitos dos exemplos são permanentes. Então, se você vai aconselhar seu filho, é necessário se atentar de que vai cumprir em suas ações, da mesma forma que ensinou ao pequeno, do contrário, irá criar uma contradição na cabeça dos seus filhos, e eles não conseguirão aprender nenhuma lição de educação dentro de casa.

Pensando em como é complexa a criação de uma criança e posteriormente um adolescente, separamos alguma dicas que podem auxiliar nesse processo, mas, vale lembrar que nada tem uma fórmula magica, e que você terá que se adequar diante as situações.

Pensando dessa forma, você pode ver quais são nossas dicas e englobá-las em seu dia a dia. Confira 4 delas:

1. Normas:

É sempre importante salientar que as normas existirão em qualquer ambiente que se esteja inserido, e dentro de casa elas também terão que existir. Faça com que elas sejam claras, objetivas e coerentes, dessa forma, seu filho entendera que as vezes é necessário fazer o que tem que ser feito, e não somente o que se quer fazer.

2. Utilize da rotina:

Os hábitos das crianças convêm do que é aplicado no dia a dia delas, por esse motivo, sempre reforce os hábitos que deseja que eles incorporem em suas vidas.

Lembre-os das regras à mesa, dos deveres da escola, dos horários, da organização que devem manter, entre outros. Dessa forma, as crianças crescerão entendendo que há momento para tudo.

3. Todos erram:

Pode ser que esse seja um dos maiores obstáculos durante a criação, mas, não se deixe envergonhar ao admitir que também pode cometer erros. Os filhos devem entender que nem sempre estarão certos, e que até mesmo seus pais podem errar e depois se corrigirem. Assim, quando adultos, aprenderão que nem sempre estarão com razão, e que é preciso pedir desculpas quando necessário.

4. Comunicação:

A comunicação é o pilar da relação entre pais e filhos, e por esse motivo, é a base essencial para o crescimento, não só dos filhos, como também dos pais.

É necessário estar aplicado ao seu filho, observar não só o que ele conversa contigo, mas, suas ações, gestos, expressões e hábitos. Dessa maneira, os pais terão como observar os pontos de convivência a melhorar, e passar a dar melhores exemplos para que os filhos sigam.

Saber criar um filho não tem um método mágico ou fórmula especial, a base de tudo é o amor, respeito e cuidado, e por isso, precisamos sempre pensar que não somos melhores que nossos pequenos, e sim, que estamos crescendo junto com eles para nos tornar pessoas melhores.

É necessário aprender com os erros e falhas, e assim tirar experiencias positivas dessas situações para seguirmos a frente. Dando esse tipo de exemplo, podemos seguir conscientes de que criaremos grandes pessoas no futuro, que serão humanos e responsáveis acima de tudo.

Por mais que possa parecer complicado, no fundo não é. Basta sermos sinceros, mostrarmos compaixão e pedirmos perdão quando necessário, assim, mostramos que somos humanos, erramos e nos arrependemos, de forma que nossos filhos, podem ser dessa forma também. Pense sempre, é necessário criar os filhos, de forma que sejam os adultos os quais gostaríamos de ser.


Gosto disso? Compartilhe com os seus amigos!

0 Comments

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *