Queda de cabelo feminina, como tratar? Tem cura?

Queda de cabelo feminina, como tratar? Tem cura?

As mulheres são as maiores vítimas do problema da queda de cabelo na atualidade, ao contrário dos homens onde as maiores causas da calvície são fatores genéticos, as mulheres são alvos desse problema por diferentes causas.

Calcula-se que no mundo todo cerca de 100 milhões de mulheres sofrem com algum grau de calvície.

Também chamada de alopecia androgenética, a calvície feminina pode vir a ocorrer por causas muito diversas como as alterações hormonais naturais de alguns organismos.

Em fase de gravidez e também na menopausa, o uso de medicamentos com função anticoncepcional, variações decorrentes do problema de tireoide, problemas emocionais como o stress e a ansiedade, deficiências nutricionais, doenças que atinjam o couro capilar como a seborreia e outras similares.

A calvície feminina pode ser curada?

Através de tratamento regular a calvície feminina pode sim ser curada, afinal o nascimento e crescimento dos fios de cabelos ocorrem de acordo com um ciclo natural do corpo humano.

É claro que em alguns casos extremos pode acontecer de se ter a necessidade de fazer um transplante capilar ou até mesmo optar pelo uso de perucas. Mas, antes de chegar a esse ponto é preciso identificar a causa do problema e procurar o tratamento ideal para ele, isso evita que posteriormente seja preciso a tomada de atitudes mais drásticas como essas.

Como tratar a calvície feminina

Os tratamentos para a calvície devem ser feitos com base na causa do problema. Cada mulher pode desenvolver a calvície como resultante de diferentes patologias, por isso o ideal é procurar fazer o diagnóstico correto do problema para então partir para o tratamento adequado.

Atualmente, aos tratamentos mais populares para esse fim consistem em inicialmente procurar corrigir a causa que gera o problema. Em seguida, passa-se para o tratamento através do uso de medicamentos tópicos que estimulam o crescimento dos novos fios.

Algumas pessoas podem optar ainda pelo uso de lasers que também estimulam esse crescimento.

Em casos mais extremos deve-se optar pelo uso de transplante capilar.

O ideal é procurar por um médico dermatologista assim que observar que a queda dos fios está mais frequente que o normal.

Deixe uma resposta