5 Remédios Naturais Para Combater a Depressão Durante a Gravidez

You are currently viewing 5 Remédios Naturais Para Combater a Depressão Durante a Gravidez

Se sentir deprimido quando está grávida pode parecer contrário a todas aquelas imagens felizes na mídia de futuras mães. Mas a depressão perinatal é uma condição muito real que afeta mulheres em todo o mundo.

A luta para sobreviver todos os dias pode ser muito difícil. Felizmente, existem alguns remédios naturais simples que podem ajudar a melhorar o seu humor durante este momento especial da sua vida.

Depressão na gestação:

A consciência da saúde mental e depressão melhorou significativamente nas últimas décadas, especialmente quando se trata de depressão pós-parto.

Ainda assim, pouca atenção é dada às mulheres que lutam durante a gravidez: os nove meses de mudanças físicas e distúrbios emocionais relacionados a intensas flutuações hormonais.

Para alguns, pode parecer um infindável ataque de ansiedade, desespero e destruição.

Os sintomas da depressão são persistentes (mais de duas semanas) e incluem:

  • Tristeza
  • Dificuldade em se concentrar e dormir
  • Mudanças no apetite
  • Sentimento de culpa
  • Inutilidade ou ansiedade
  • Pensamentos suicidas.

A maioria das mulheres notará que esses sentimentos depressivos diminuem quando o bebê nasce. No entanto, um terço das mulheres que lutam contra a depressão perinatal também sofrem de depressão pós-parto.

É por isso que é importante não ignorar esses sentimentos. Busque o apoio mental e emocional que você precisa e tente alguns dos remédios naturais e terapias que são recomendadas abaixo:

1. Mude os pensamentos com a terapia comportamental cognitiva

Sessões de terapia podem ajudar muito no tratamento da depressão e são uma alternativa segura para medicamentos para mulheres grávidas.

Terapia cognitiva-comportamental (TCC) envolve discussões com um terapeuta para ajudar a identificar padrões de pensamento distorcidos.

Isso pode te ajudar a se adaptar e mudar seu modo de pensar e comportamento, se concentrando na solução de problemas.

Se a sua depressão é leve, um tratamento como a TCC pode funcionar bem por conta própria.

Para formas mais graves de depressão, seu psiquiatra também pode prescrever medicamentos antidepressivos apropriados para mulheres grávidas.

2. Encontre outras mulheres em um grupo de apoio

Entre 14 e 23% de todas as mulheres tem um ou mais sintomas de depressão durante a gravidez.

Grupos de apoio que incluam outras mulheres grávidas que sofrem de depressão perinatal podem ser extremamente úteis.

Só não se esqueça de ir a um grupo que tem um conselheiro ou pessoal treinado para facilitar o processo.

3. Coma muitos alimentos ricos em ferro, zinco e vitamina C

Com um bebê a bordo, é especialmente importante garantir que sua dieta tenha quantidades adequadas de todos os nutrientes de que você e seu bebê precisam.

Deficiências de ferro e zinco, em particular, têm sido associadas à depressão em algumas mulheres. A vitamina C também é vital, não só para os seus muitos benefícios, mas também como uma ajuda na absorção de ferro.

Aqui estão alguns excelentes alimentos que você deve tentar incorporar em suas refeições:

  • Alimentos ricos em vitamina C: Frutas cítricas, batata-doce, espinafre, tomate, brócolis, couve-flor e batata.
  • Alimentos ricos em ferro: Frutos secos como ameixas secas e passas, feijões, ovos, fígado, carne vermelha magra, aves, ostras, atum, salmão e grãos integrais.
  • Alimentos ricos em zinco: carne de cordeiro, carne bovina, suína, aves, cereais integrais, legumes e nozes.

4. Tire um tempo para se exercitar e descansar

Naturalmente, a gravidez pode afetar seu corpo e sua mente.

Dormir e descansar adequadamente irá te manter menos fadigado. Estabeleça uma rotina para dormir e continue com ela, não importa o que aconteça.

Você também deve tentar se encaixar em uma rotina regular de exercícios diários. Tal atividade física pode ajudar a melhorar o humor e gerar sentimentos positivos naquelas que estão lidando com a depressão.

A yoga é uma excelente forma de exercício – pode aliviar o stress mental e dar ao seu corpo um bom e gentil treino.

5. Evite alimentos inflamatórios

Muito do que se sente também vem do que se come.

A inflamação pode desempenhar um papel na depressão.

Mantenha sua mente alerta e seu corpo preparado para lidar com o estresse, evitando alimentos inflamatórios, como carboidratos processados, açúcares refinados, cafeína e produtos que contenham aditivos artificiais.

Deixe uma resposta