Você grita com seus filhos? Depois de ler isso você nunca mais gritará com eles

You are currently viewing Você grita com seus filhos? Depois de ler isso você nunca mais gritará com eles

Use palavras, não gritos, porque é a chuva que faz as flores crescerem, não a tempestade

Com crianças é fácil perder a paciência e levantar a voz, mas se você realmente quiser ensiná-las, use palavras, não gritos.

Ninguém aprende com gritaria!

As crianças precisam de palavras certas e decisivas, gritos e palavrões só vão causar feridas na alma. Muitos pais gritam imediatamente quando seus filhos se comportam mal. No entanto, com a gritaria, as crianças se tornam mais desobedientes e mais cedo ou mais tarde imitarão esse comportamento, elas gritarão com você também.

Os filhos são um espelho do comportamento dos pais. Se você perder o controle sobre suas emoções, não peça a eles que se acalmem quando fizerem um ataque de raiva. 

Se você estiver com raiva, não peça a eles que parem de ter acessos de raiva. As crianças estão tomando seu temperamento contigo como exemplo principal, se te ouvir gritar sobre tudo, esse é o modelo que seguirão, porque aprendem com o teu exemplo e não com as tuas palavras.

Corrija seu filho, mas não o maltrate. A correção ajuda a transformar as crianças em boas pessoas. Mas talvez sem saber você está reproduzindo a paternidade de seus pais e grita como eles gritaram com você pensando que assim você será capaz de corrigir o mau comportamento de seu filho. Mas, o abuso e a educação não correspondem um ao outro. Você pode ser decisivo, punir e dar aulas, mas não deve gritar ou usar palavras ofensivas com seu filho.

Educar é um processo que exige muita paciência!

Para educar, você precisa ter seu próprio controle. Seu filho pode tirar sua paciência em um minuto, mas você deve moderar sua linguagem, seu tom de voz e seu comportamento. Seja como a chuva, não como a tempestade. Não descarregue todo o poder da sua raiva sobre um pequenino que está indefeso diante de você, nem mesmo tem argumentos para se defender.

Paciência é uma das virtudes mais importantes que os pais devem ter. Sem paciência é impossível educar, porque as crianças vão cometer erros, vão explorar comportamentos que não são adequados e vão testar os seus limites. Quando isso acontecer, sua maturidade será posta à prova e se você sair da cabeça e começar a gritar, estará dando o pior exemplo de vida para seu filho.

Domine a si mesmo e aprenda a falar antes de gritar. Pelo bem do seu filho, elimine os palavrões da sua linguagem, porque é certo que se ficar zangado vai usá-los contra ele e vai causar muitos danos.

Muitos de nós crescemos com o trauma de ouvir nossos pais dizerem palavrão. Nossos pais não queriam ser maus com a gente, eles ficavam frustrados com nosso comportamento e não sabiam como reagir; Acabavam levantando a voz e dizendo essas atrocidades que até hoje nem se lembram, mas são palavras tão dolorosas que ficaram tatuadas em nossos corações.

Reflita sobre isso e seja melhor com seu filho, tente não dizer quando estiver com raiva palavras que o marcarão negativamente ao longo de sua vida.

Este post tem 10 comentários

  1. Gesseane Alves da Silva

    Muito obrigado por esse poste, concerteza apartir de agora vou procurar não gritar tanto e conversar mais com meus filhos.
    Essa leitura me ajudou muito👏👏👏

  2. Marilda

    Eu grito e falo muitos palavroes qdo estou nervosa, perco a pasciencia com muita facilidade e ñ consigo ser melosa com meus filhos penso q agindo assim estarei criando filhos independentes como eu tive q ser, mas vejo q estou totalmente errada! Mas vou tentar mudar aos poucos.

    1. Repost

      É um processo… Antes de querer controlar nossos filhos, precisamos aprender a nos controlar. Controlar nossas emoções!
      Eu não costumo gritar com meu filho, mas hoje acabei gritando sabe.
      E me sinto tão culpada por isso, por ter perdido a paciência.
      As vezes é muito estressante e cansativo cuidar de um filho, de casa, trabalhar e estudar.
      Ainda mais eu q sou mãe solo.
      Sou eu para tudo, as vezes me sinto esgotada.
      Principalmente pq tenho q dar de conta de estudar, de cozinhar e cuidar do meu filho q tem apenas 1 aninho.

  3. Bia Oliveira

    A vida me fez perceber que só gritamos com alguém quando o nosso coração está longe. Porque enquanto está perto falamos baixo e até sussurramos e somos compreendidos, e dependendo da conexão as x nem precisamos de palavras.

  4. Rogaciane

    Muuuuiito obrigada por esta postagem,eu estava precisando mesmo desses conselhos,sou muito impaciente e muitas e muitas vezes acabo gritando com minha filha que tem apenas 1ano e 9 meses,tenho que me controlar,fico pensando e meu coração chora por dentro, Deus sabe.Não quero que minha sofra por causa da minha falta de paciência.

  5. Alessandra Barros

    Quem nunca perdeu a paciência c uma criança.Eu era muito impaciente c meu filho e dei um grito c ele uma vez,só tinha 1 ano e meio ele choro tanto q naquele momento me senti horrível, pedi desculpas ao meu pequeno e desde então comecei um processo de me reeducar .Passei a me policiar sempre, hj meu filho tem 12 anos e nunca mais tive acessos de estresse, ele é um garoto incrível, super inteligente, respeitoso c as pessoas, meu filho é o máximo, meu amor por ele só aumenta a cada dia.Paciencia e amor é tudo na vida da gente.

  6. Sheila Alves Costa

    Eu tenho um temperamento muito explosivo meu filho tem 3 anos e me tira do sério com pirraça, e acabo gritando e falando palavrão me sinto péssima acho q sou uma mãe horrível para ele. Eu cuido dele sozinha eu pra tudo trabalho fora para sustentar meu filho porque o pai não ajuda com nada. Já não tem a presença do pai vejo q as vezes ele quer minha atenção e eu acabo não dando ele o amor, e a atenção q ele merece é mto difícil. Eu tento não gritar xingar ele mais acabo deixando minhas emoções tomarem conta de mim. Ele não merece isso. Me sinto um lixo por isso.

  7. Sim

    Mude por favor, as marcas que ficam será pra sempre. O remorso é o pior castigo. Hidratar e peça a Deus auto controle, sabedoria e paciência

  8. Sheila Pereira Leal

    Mto obrigada por esses conselhos e aprendizado p mim nesta manhã d domingo eu levanto diferente cm meus filhos. Deus abençoe e continue te usando p mudar vidas. Como mudou a minha.

Deixe um comentário